Consulta com meu namorado

Consulta com meu namorado

Um conto de Anancy.

Estava em uma consulta com o cirurgião plástico, pois estava querendo colocar silicone nos seios pois acho que eles são pequenos de mais.

E um presente de meu namorado pois, eu pedi a ele e ele me deu de presente de aniversário.

No consultório ele foi junto a meu pedido, nos sentamos conversamos com o doutor, ele era alto branco mais ou menos um metro e oitenta magro de aparência agradável, a enfermeira que o auxiliava era loira de seios fartos, cintura fina e coxas grossas, usava uma calça de malha que marcava os contornos do seu corpo, notei que meu
namorado ficou olhando aquele bundão quando ela passou e eu fique enciumada.

Após a conversa com o médico a enfermeira gostosa me pediu para acompanhá-la a outra sala para a consulta onde o medico iria me avaliar fisicamente, ela deixou a porta aberta para que eu pudesse me despir na frente dela. Eu tirei a roupa com vergonha confesso, pois ela ficava me olhando com olhos de loba.

Fui tirando a roupa com ajuda da enfermeira, ela parecia estar me despindo para o sexo, eu tirei a blusa e o sutiã, ela se abaixou e começou a tirar minha calça de malha com minha calcinha, sua cara ficou pertinho do meu sexo e me fez corar, dava pra sentir sua respiração pertinho da minha vagina, e isso me fez ficar molhada.

Ela me pôs então sentada na maca e eu fiquei ali com a vagina encharcada morrendo de vergonha, o ar condicionado estava ligado e meus mamilos ficaram duros.

Quando o médico entrou para me avaliar eu estava conversando descontraída já com a enfermeira, pois ela estava me acalmando e eu estava totalmente relaxada, o medico entrou sorridente e feliz, notei que ele olhou para o meio das minhas pernas e não para o meu rosto.

Aproximou-se de mim, eu com as pernas cruzadas tentando encobrir minha vagina, ele olhou mediu meus ombros pediu que eu empinasse os meus peitinhos para cima para ver como era minha musculatura, eu o fiz a abaixei minha cabeça de vergonha, porem quando o fiz não pude deixar de notar o enorme volume sob as calças do doutor.

A enfermeira me apoiou as costas e pôs a mão na minha abaixo do meu umbigo para me ajudar na postura.

Ela sugeriu que eu colocasse as mãos ao lado do corpo para ter apoio melhor e descruzasse as pernas, eu o fiz ela escorregou a mão da minha barriga para o meio das minhas coxas me ajudando a abrir as pernas.

Minha vagina estava melada, pois eu estava ficando excitada, pois neste momento o doutor começou a apalpar os meus seios e passar as mãos ágeis pelos meus mamilos onde eu morro de tesão.

Meu namorado olhando tudo se concentrava em observar o rabo da enfermeira e não a sua namorada sendo alisada pelo medico e por sua enfermeira, então eu fiquei puta da vida e abri as pernas mais ainda para o médico ver minha vagina, ele viu de pronto e apertou os meus seios com as duas mãos, a enfermeira não se conteve e enfiou uma das mãos na minha vagina melada e eu gemi de tesão e com a outra mão abriu as calças do doutor com agilidade, então ela puxou aquela coisa gigante para fora com carinho, aquilo devia ter uns vinte e três centímetro por oito ou nove de grossura era uma tora, e ficou ali pendurada implorando para ser chupada.

continua depois da publicidade

Ele então me deitou na maca, meu namorado vidrado no rabo da enfermeira estava em uma posição na qual o doutor estava de costas para ele e a enfermeira também exibindo o rabo gostoso.

Aquela pica enorme começou a pulsar perto do meu rosto, a enfermeira alisava a minha vagina, aquela tora era perfumada, eu não me contive e abocanhei aquela cabeçorra toda, mamei gostoso naquela pica, me esforcei ao máximo e engoli tudo aquilo, o doutor segurava minha cabeça e empurrava toda aquela pica monstruosa na minha garganta, eu me afoguei varias vezes mas aguentei firme aquele exame todo, a enfermeira me masturbava muito gostosa pra mim, foi quando eu me toquei que meu namorado era um corno, não era possível que ele não soubesse que sua mulher estava chupando uma pica, gente do céu era muita corno pra minha cabeça, então arranquei as calças do doutor e comecei a mamar mais violentamente naquela pica enorme e a massagear aquelas bolas igualmente enormes.

A enfermeira de pronto tirou toda a roupa, abriu minhas pernas e começou a chupar minha vagina, eu enlouqueci de excitação gemi e gozei e o corno ficou ali só olhando, me contorcia e mamava naquela pica de macho.

O doutor então me pegou no colo, pois sou pequenina, eu o beijei com tesão infinito, então ele encostou aquela cabeça enorme na entrada da minha vagina e deixou que meu corpo caísse de uma vez só naquela pica enorme, eu gemia e gritava como louca gozei mais uma vez ali naquela pica, foi ai então que vi a enfermeira com uma cinta vibrador enorme era um caralho maior ainda do que o do medico, ele simplesmente me arrancou da sua pica enorme e jogou no colo da enfermeira que estava sentada na poltrona eu fui quase que jogada sobre aquela coisa enorme e vibrante, minha buceta melada e gozada se encaixou certinho naquela cabeça enorme e eu descia e subia
feito doida naquela pica enorme enquanto meu namorado corno só assistia,

Foi quando o doutor encostou aquela rola enorme no meu cu, eu disse que não mas o tesão era tão grande que eu arrebitava e arreganhava minha bunda mais e mais pra ele, então ele foi enfiando centímetro por centímetro aquela coisa enorme no meu rabo apertado, eu gemia gozava e gritava cada vez mais e chamava meu namorado de corno manso, ele olhava aquela cena bizarra e via sua namorada sendo fodida por um macho de verdade e uma enfermeira louca com violência e tesão, eu gozei mais uma vez aos gritos de corno manso, foi intenso que quase desmaiei, ele arrancou de uma vez só aquele pau enorme, sua cabeça estava vermelha e enorme, mau cabia na minha boca agora,

E foi bombeando cada vez mais forte e cada vez mais fundo na minha garganta, até que pude sentir aquilo pulsar na minha boca e antes de eu retirar da minha boca ele gozou com abundancia na minha boca e na boca da enfermeira, eu mamei gostoso aquele monstro enorme que me deu litros de porra quente e beija a enfermeira tarada que me penetrava feito doida, fazendo eu gozar mais uma vez ainda caindo quase que sem sentido sobre ela, enquanto meu namorado corno manso assistia tudo e se masturbava com seu pintinho de nove centímetros de comprimento.

A enfermeira ainda como bônus o fez lamber toda a porra minha e do doutor e o fez chupar a pica dela como um  viado que é, ele mamou tudo gostoso e me disse que me amava e que fazia parte do desconto do preço da cirurgia.

Em resumo estou feliz da vida, pois tenho um namorado louco por mim que me deu uma prova de amor enorme, pois permitiu que sua esposa fosse possuída por outro macho mais potente que ele e pagou toda a minha cirurgia e internação, mostre este conto ao seu marido frouxo e diga que se ele a ama de verdade a deixaria montar em uma pica de macho de verdade, pois não existe prova maior de amor que esta.

Beijos.

Ana.

Deixe um comentário


Online porn video at mobile phone


contos eroticos on linecontoserotconto erótico analcontos erotcosconto pornovontos eróticosrelatos eroticocontos eroticos sexocontos esposacontos eroticos gays incestoconto erotico gayballbusting contosconto eroticconto erotico de cornocontos eroticos padrastocontos eroticocontos porno incestoconto pornoconto.eroticowww contoeroticocontos lesbicacontos eroticos estuproscontos eroticos novinhascontos troca de casaisconto erotico picantecontos eroticos novoscontos exóticoscontos.eroticoscontos transcontoseroticosgayconto erotictransei com minha irmãcontos eroticos anaiscontos heroticoscontos éroticoscontos eroticos novoscontos eroticos netconto erótico incestocontos eróticos.com.brconto erotico travesticontos eroticos paicontos eroticos jovenscontos eroticos de virgensconto erotico para mulherescomtos eroticoconto picantescomi a minha sogracontos eeoticoscontos eriticoscontos eróticos sograconto heroticosconto erótico heterocontos de sexoscontoa.eroticoscontoseroticos incestocontos eroticos com padrecontos eróticos no ônibuscontos eróticos filhacomi minha irmaconto eroticocontos orgiatextos eróticoscontos eroticos gratuitoscontos de sexo gaycontos adultosconto erotico cunhadacontos eroticos primoscontos eroticos adultoswww.contos eroticos.com.brcontos eróticos transcontoa eróticoscontos eroticos swing